Organizações publicam manifesto no Dia dos Direitos Humanos

escola_democráticaEm 10 de dezembro de cada ano, o Dia dos Direitos Humanos celebra a data em que a Assembleia Geral das Nações Unidas adotou a Declaração Universal dos Direitos Humanos, proclamando os seus princípios como o “ideal comum a ser atingido por todos os povos e todas as nações”.

Neste ano, o Escritório de Direitos Humanos das Nações Unidas (ACNUDH) promove, em todo o mundo, a campanha “Direitos Humanos 365”, para lembrar que todo dia é Dia dos Direitos Humanos e que os direitos humanos pertencem igualmente a cada um de nós e nos unem como uma comunidade global com os mesmos ideais e valores.

Na América Latina e no Caribe, a UNIRedes, que congrega mais de 50 organizações sociais, iniciativas e movimentos presentes em 12 países da região, decidiu unir-se aos milhões de homens e mulheres no mundo todo que se arriscam pelos direitos humanos e publicou hoje (10) um manifesto com um “plano de ação em prol de um mundo mais fraterno e socialmente coeso”.

As atividades realizadas pelos membros da rede são desenvolvidas em diversas frentes: incidência política, social, econômica, ambiental, cultural e intergeracional. As iniciativas têm como característica principal a promoção do protagonismo e a participação de todos os atores envolvidos. Confira o manifesto na íntegra:

Manifesto

Há 64 anos da declaração do Dia Internacional dos Direitos Humanos e do chamado lançado pela Assembleia Geral das Nações Unidas “a todos os povos do mundo”, nós, membros da UNIRedes, desejamos manifestar:

  • Nossa união em uma rede disposta a criar verdadeiros vínculos de colaboração capazes de auxiliar na construção de um mundo mais justo, solidário e empenhado na busca pelo respeito pleno aos direitos humanos;
  • O compromisso de cultivar e difundir uma cultura que respeite e proteja a dignidade, a liberdade e os direitos das pessoas nos locais onde estamos presentes e, consequentemente, de cada ser humano;
  • O trabalho incansável para fomentar, em nosso território, uma consciência firme e convencida do seu valor como ser humano e o apoio à difusão desta perspectiva ao maior número possível de pessoas;
  • O desejo de compartilhar experiências, boas práticas, elementos para a formação e capacitação de nossos membros, necessidades e carências para que possamos nos fortalecer reciprocamente sem barreiras geográficas ou idiomáticas, de modo a auxiliar a compreensão de que todo ser humano é parte de uma única família;
  • O apoio a todos os que desejam trabalhar em conjunto fazendo mais visíveis e concretas a justiça e a fraternidade no mundo, superando a falta de dignidade a que muitos seres humanos estão sujeitos.
  • Um chamado público às instituições governamentais, aos diversos organismos da sociedade civil e às pessoas que sustentam iniciativas de ações sociais, que se unam e compartilhem os nossos esforços para podermos construir um mundo no qual os direitos inerentes a cada indivíduo não sejam violados, mas sim, protegidos e garantidos em sua plenitude.

Por fim, a UNIRedes vem a público expor seu compromisso de colaborar com as pessoas e instituições engajadas em iniciativas de ação social transformadora, somando esforços para construção de um mundo mais fraterno.

Assinam o manifesto:

  1. Apadis (Asociación de Padres de Ayuda al Discapacitado) – Argentina
  2. Asociación Civil Nuevo Sol – Argentina
  3. Associação de Apoio à Criança e ao Adolescente (AACA) – Brasil
  4. Associação de Apoio à Família, ao Grupo e à Comunidade do Distrito Federal (Afago-DF) – Brasil
  5. Associação de Apoio à Família, ao Grupo e à Comunidade de São Paulo (Afago-SP) – Brasil
  6. Associação Famílias em Solidariedade (Afaso) – Brasil
  7. Associação Famílias em Solidariedade de Cascavel (Afasovel) – Brasil
  8. Associação Nacional por uma Economia de Comunhão (Anpecom) – Brasil
  9. Associação Civitas – Brasil
  10. Associação Pró-Adoções a Distância (Apadi) – Brasil
  11. Associação Nossa Senhora Rainha da Paz (Anspaz) – Brasil
  12. Casa de los Niños – Bolívia
  13. Casa do Menor São Miguel Arcanjo – Brasil
  14. Centro de Atención Integral Las Águilas – México
  15. Centro Social Roger Cunha – Brasil
  16. Codeso (Comunión para el Desarrollo Social) – Uruguai
  17. Colégio Santa Maria – México
  18. Dispensario Medico Igino Giordani – México
  19. Editora Cidade Nova – Brasil
  20. Fazenda da Esperança – Brasil
  21. Fundación Unisol – Bolivia
  22. Fundación Mundo Mejor – Colômbia
  23. Grupo Pensar – Brasil
  24. Hacienda de la Esperanza de Guadalajara – México
  25. Instituto Mundo Unido – Brasil
  26. Núcleo de Ação Comunitária (NAC)/Núcleo Educacional Fiore – Brasil
  27. Núcleo de Ação Voluntária (NAV) – Brasil
  28. Promoción Integral de la Persona para una Sociedad Fraterna – México
  29. Refúgio Urbano – México
  30. Saúde, Diálogo e Comunhão – Brasil
  31. Sociedade Movimento dos Focolari Nordeste/Escola Santa Maria – Brasil
  32. Sociedade Movimento dos Focolari – Brasil
  33. Unipar (Unidad y Participación) – Paraguai

Saiba mais: www.sumafraternidad.org

*Texto original publicado no site da Editora Cidade Nova

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s